“Variações do Corpo Selvagem” e Viveiros de Castro em Guimarães

Variações do Corpo Selvagem – Eduardo Viveiros de Castro_ Fotógrafo

Inaugura manhã, no Centro Internacional das Artes José de Guimarães, a exposição “Variações do Corpo Selvagem”, com curadoria de Veronica Stigger e Eduardo Sterzi, na qual se exibe o acervo fotográfico de Eduardo Viveiros de Castro, sobretudo o do seu trabalho de campo entre as tribos indígenas que estudou no Brasil (como a foto que ilustra este post). A exposição integra um ciclo mais vasto de exposições, subordinadas ao título geral “Pensamento Ameríndio”, exposições cuja inauguração será precedida de uma conferência de Eduardo Viveiros de Castro, pelas 16h, no Salão Nobre da Sociedade Martins Sarmento, em Guimarães.

A importância da obra de Viveiros de Castro no panorama da antropologia atual, bem como a importância permanente da questão ameríndia, são razões mais do que suficientes para justificar a viagem até Guimarães.