A literatura afro-brasileira, em conferência de Adélcio de Sousa Cruz

Adelcio

Adélcio de Sousa Cruz, professor do Programa de Pós-Graduação em Letras – Departamento de Letras da Universidade Federal de Viçosa, fará, no próximo dia 3, pelas 11h, na sala do ILLP, uma conferência com o título “Literatura contemporânea brasileira e literatura afro-brasileira: pontos de contato”. A conferência parte do pressuposto de que a literatura brasileira não é um terreno homogéneo. A recente produção contemporânea – dos anos 1970 até hoje – apresenta-se como um quadro desafiador de certezas quanto ao que no Brasil se denomina tecido literário nacional. A prosa e a poesia publicadas sob a égide do cânone estão sempre acompanhadas pela produção da literatura afro-brasileira, criada principalmente nos grandes centros urbanos.

O conferencista é Pesquisador do NEIA/UFMG e membro da Comissão Executiva do Portal literafro. Doutor em Literatura Comparada pela UFMG, as suas pesquisas com literatura contemporânea brasileira e literatura afro-brasileira possuem interfaces com música, teatro e performance.

Vídeo de conferência de Abel Barros Baptista no IEB já disponível

Abel Barros Baptista fez a conferência que encerrou o colóquio “O conceito de literatura brasileira”, o primeiro da Rede de Professores de Literatura Brasileira em Portugal, que teve lugar nos dias 6 e 7 de outubro de 2016 no IEB. O vídeo da conferência, que se intitulou “Constituição do conceito de literatura brasileira como constituição“, encontra-se agora disponível na coleção do IEB no YouTube.

Vídeo de aula de Alcir Pécora sobre Jorge Mautner disponível

Alcir Pécora esteve na FLUC em abril passado, tendo lecionado sobre Jorge Mautner, Torquato Neto e Roberto Piva no curso sobre ‘Literatura e Contracultura no Brasil dos anos 60 e 70’ (na disciplina de Tópicos de Pesquisa em Literatura Brasileira, do Doutoramento em Literatura de Língua Portuguesa). A sua presença integra-se no convénio entre a FLUC e a UNICAMP para os Estudos Brasileiros. O vídeo da aula que deu a 3 de abril sobre Vigarista Jorge (1965), de Jorge Mautner, encontra-se já disponível.

Vídeo de conferência de Luís Bueno já disponível

© Tiago Santos

© Tiago Santos

Luís Bueno esteve no IEB em 2016, fazendo a conferência de abertura do primeiro colóquio da Rede de Professores de Literatura Brasileira em Portugal, que ocorreu nos dias 6 e 7 de outubro desse ano, dedicado ao tema “O conceito de literatura brasileira”. A conferência de Luís Bueno teve como título “Importação, contrabando e outros tráficos: o caso do naturalismo no Brasil”. O vídeo dessa conferência está agora disponível na coleção do IEB no YouTube.

400 000

IEBlogo-MonocromaticoNegativoHorizontal

Inaugurado a 16 de maio de 2016, este site atinge, cerca de dois anos após a sua abertura, o número redondo de 400 000 visitas. Recordemos, pois, aquilo que se declarava na “Breve apresentação” do site e que permanece válido: “O IEB trabalhará no sentido de se constituir, por meio de todas as suas iniciativas e do perfil multidisciplinar que se deseja venha a conquistar, como uma entidade, portuguesa mas também internacional e cosmopolita, produtora de conhecimento sobre o Brasil.”

É altura de agradecer a todos os que nos visitaram online e, fisicamente, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. A todos os que colaboraram com o IEB neste período, com conferências, aulas, cursos, ideias e propostas. Aos estudantes que têm feito voluntariado no Instituto e aos que têm procedido ao registo vídeo de algumas das atividades: Nuno Miguel Neves (também na gestão do site), Fábio Waki, Bruno Fontes. Ao Gabinete de Comunicação e Imagem da FLUC. E a Ana Sabino, pelo seu trabalho na imagem gráfica do IEB (e também, pontualmente, Tiago Santos).

Paulo Franchetti: curso breve na BGUC

IMG_2887IMG_2896

Paulo Franchetti ontem, na Sala de S. Pedro da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, lecionando o curso breve “Papéis Perdidos: a publicação e a docência universitária”, co-organização do Instituto de Estudos Brasileiros, da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, da Imprensa da Universidade de Coimbra e do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura. As fotos, que agradecemos, são de José Mateus.

Uma breve entrevista com Paulo Franchetti, na página da Universidade de Coimbra.

Alva Martínez Teixeiro no IEB

Alva Teixeiro

Alva Martínez Teixeiro, professora de Estudos Brasileiros na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, dará, no próximo dia 30 de maio, pelas 16h30m, uma aula aberta no Instituto de Estudos Brasileiros, com o título “Hélio Oiticica e a ‘branca’ escrita ‘singultânea’ de Newyorkaises“. Mais informação sobre a sessão pode ser encontrada aqui.

Serão atribuídos certificados de presença.

Vídeo de conferência de Carlos Kessel já disponível

Ck2014

No dia 14 de março de 2017 Carlos Kessel deu uma conferência no IEB sobre “Arquitetura e Identidade Nacional. O Estilo Necolonial Brasileiro”. O vídeo da conferência está enfim disponível e pode ver-se aqui.

Carlos Kessel é historiador e diplomata de carreira. Possui graduação em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, e mestrado e doutoramento em História Social pela mesma instituição. É autor dos livros Arquitetura Neocolonial no Brasil: entre o pastiche e a modernidadeTesouros do Morro do CasteloA vitrine e o espelho: o Rio de Janeiro de Carlos Sampaio; e Um balcão na Capital: Memórias do comércio na cidade do Rio de Janeiro. Atualmente chefia o Setor Cultural e Educacional da Embaixada do Brasil em Portugal.

Clara Rowland no IEB

clara_rowland

No próximo dia 4 de maio, pelas 14h, Clara Rowland, Professora Associada da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, fará no IEB uma conferência com o título “Torto no seu canto: legibilidade e opacidade em Drummond”. A conferência integra-se no Ciclo de conferências sobre Drummond que tem estado a decorrer neste semestre.

Clara Rowland doutorou-se em Estudos Comparatistas, com uma tese sobre a relação entre livro e narração na obra de João Guimarães Rosa, publicada em 2011, numa versão revista, pela UNICAMP/Edusp com o título A Forma do Meio: livro e narração na obra de João Guimarães Rosa. Tem artigos, ensaios e recensões publicadas sobre Carlos Drummond de Andrade, Clarice Lispector e Bernardo Carvalho, entre outros. Foi investigadora responsável do projecto “Falso Movimento – estudos sobre escrita e cinema”, financiado pela FCT (PTDC/CLE-LLI/120211/2010), no qual coordenou a edição de vários volumes, entre eles Falso Movimento: ensaios sobre escrita e cinema, com Tom Conley (2016). Foi directora do Programa Internacional FCT de Doutoramento em Estudos Comparatistas (PhD-COMP), com início em Setembro de 2015. Foi eleita em 2012 “Special Interest Delegate – Representing Scholars outside US and Canada” na Delegate Assembly da Modern Language Association of America (termo do mandato: Janeiro 2015).

Mais informações sobre a sessão podem ser encontradas aqui. A frequência é livre e serão atribuídos certificados de participação.

Vídeo da conferência de Paulo Franchetti sobre Ferreira Gullar já disponível

No dia 9 de junho de 2017, no âmbito do Seminário MATLIT, oferecido pelos membros da Comissão de Acompanhamento Externo do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura (que inclui ainda Susan Schreibman e Anxo Abuín González), Paulo Franchetti fez no IEB uma conferência com o título “Ferreira Gullar: notas sobre o heroísmo”. O vídeo dessa conferência está enfim disponível.

Nos próximos dias continuaremos a proceder à atualização da coleção de vídeos do IEB no YouTube.

Vídeo de sessão com André Diniz disponível

Andre_Diniz

No mês de março de 2017 o IEB acolheu uma conversa entre André Diniz, desenhador e argumentista brasileiro de Banda Desenhada, e João Miguel Lameiras, especialista português e professor de BD na Escola Superior Artística de Guimarães. O vídeo dessa conversa encontra-se agora disponível.

Nos próximos dias procederemos a uma atualização dos vídeos em atraso na colecção do IEB no YouTube. Iremos dando notícias sobre essa atualização.

“Papéis Perdidos”: curso breve por Paulo Franchetti

PF

No próximo dia 16 de maio, na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, Paulo Franchetti lecionará um curso breve, entre as 10h e as 18h, com o título geral “Papéis Perdidos – a publicação e a docência universitária”. O curso é uma iniciativa conjunta do Instituto de Estudos Brasileiros, da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, da Imprensa da Universidade de Coimbra e do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura.

O curso está organizado em dois módulos: Módulo I – Editoras universitárias: para que servem? O caso brasileiro: história e crítica da edição universitária no Brasil; Módulo II – A questão do mérito nas ciências humanas (e não só).

Paulo Franchetti é uma das mais distintas figuras da universidade brasileira. Desde 1986 foi professor de Teoria Literária e Literaturas de Língua Portuguesa na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Doutorou-se pela Universidade de São Paulo em 1992. Ainda na UNICAMP, obteve por concurso público o título de Livre-Docente (1999) e, posteriormente, o de Professor Titular (2004). Aposentou-se, em 2015, continuando, porém, vinculado ao Instituto de Estudos da Linguagem como professor e orientador de pós-graduação. Integra o Conselho de Acompanhamento do programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura, da FLUC. Tem uma vasta obra sobre literatura brasileira e portuguesa.

De maio de 2002 a maio de 2013, dirigiu a Editora da Unicamp e presidiu ao seu conselho editorial. Durante esse período, após completa reformulação académica, administrativa e comercial, a Editora da Unicamp foi premiada 7 vezes com o Prémio Jabuti e, em pesquisa realizada junto à comunidade artística e académica por um suplemento cultural de jornal de grande circulação, foi considerada a quarta mais importante editora do Brasil, no segmento público ou privado, no que toca ao interesse universitário do catálogo.

Informações mais detalhadas sobre o curso e o seu autor, bem como um formulário de inscrição, podem ser encontrados aqui. Serão atribuídos certificados de participação. As inscrições encerram no próximo dia 9.

Joana Matos Frias no IEB

IMG_8482

Joana Matos Frias fará no IEB, no próximo dia 27 de abril, pelas 14h, uma conferência intitulada “O anjo torto dos outros: Drummond, palmas e paródias”. Mais informação sobre a conferência pode ser obtida aqui.

A conferencista é Professora Auxiliar na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e membro do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa. Uma das mais distintas brasilianistas da universidade portuguesa, mas com obra vasta e significativa também em literatura portuguesa, Joana Matos Frias tem lecionado Literatura Brasileira Moderna e Contemporânea e publicado diversos ensaios sobre poesia brasileira dos séculos XX-XXI, com destaque para o livro O Erro de Hamlet: Poesia e Dialética em Murilo Mendes (Rio de Janeiro, 7Letras, 2001), para os ensaios coligidos no volume Repto, Rapto (Alguns Ensaios) (Porto, Afrontamento, 2014), e para a antologia de Ana Cristina Cesar Um Beijo que Tivesse um Blue (Vila Nova de Famalicão, quasi, 2006).

A conferência insere-se no programa do mestrado em Literatura de Língua Portuguesa. Serão atribuídos certificados de participação.

Obras de Plínio Marcos: lançamento no Teatro da Cerca

Brasil, São Paulo, SP. 22/05/1986. O escritor, ator e jornalista brasileiro, Plínio Marcos, posa para foto durante entrevista. Plínio Marcos foi traduzido, publicado e encenado em francês, espanhol , inglês e alemão; estudado em teses de sociolinguística , semiologia, psicologia da religião, dramaturgia e filosofia, em universidades do Brasil e do exterior. Recebeu os principais prêmios nacionais em todas as atividades que abraçou em teatro, cinema , televisão e literatura, como ator, diretor, escritor e dramaturgo. Pasta: 50.928 - Crédito:JUVENAL PEREIRA/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Codigo imagem:34113

No próximo dia 12, pelas 21h30m, no Bar/Livraria do Teatro da Cerca de S. Bernardo, terá lugar uma apresentação pública das Obras Teatrais (6 volumes) de Plínio Marcos, com a presença do coordenador da edição, Alcir Pécora.

Lembramos que a Escola da Noite apresentou em 2004 “Dois perdidos numa noite suja”, e, em 2012, com o CENDREV, “O Abajur Lilás”, ambas peças de referência de Plínio Marcos.

Alcir Pécora na FLUC

alcir_foto

Alcir Pécora estará nas duas próximas semanas na FLUC, lecionando na disciplina de Tópicos de Pesquisa em Literatura Brasileira, do Doutoramento em Literatura de Língua Portuguesa. A permanência de Alcir Pécora inscreve-se no convénio entre a Universidade de Coimbra e a UNICAMP para a área dos Estudos Brasileiros, convénio de que é o coordenador, pela parte brasileira. Relembramos que o referido convénio foi assinado, pela UNICAMP, pelo então reitor José Tadeu Jorge, em cerimónia no IEB, a 19 de abril de 2016, e ratificado pelo novo reitor da UNICAMP, Marcelo Knobel, quando visitou a Universidade de Coimbra em outubro de 2017.

Uma das grandes figuras da universidade brasileira, na área dos estudos literários, Alcir Pécora é Professor Titular do Instituto de Estudos da Linguagem da UNICAMP. Especialista na obra do Padre António Vieira, membro da Academia Ambrosiana (Milão, Itália), é o responsável pela edição da obra completa de Hilda Hilst, Roberto Piva e Plínio Marcos. É coordenador do recém-criado IdEA, Instituto de Estudos Avançados da UNICAMP.

Durante a sua estadia, Alcir Pécora dará aulas sobre ‘Literatura e contracultura no Brasil dos anos 60 e 70’, nos dias 3, 4 e 11 de abril (mais informação aqui), e participará na Jornada dedicada à obra fílmica de José Agrippino de Paula, no dia 12 (mais informação aqui). No dia 12, pelas 21.30, no Teatro da Cerca, terá ainda lugar uma sessão de apresentação da recente edição da obra teatral de Plínio Marcos (6 volumes, na Funarte, em 2017). As aulas contarão com o apoio do Doutoramento em Literatura de Língua Portuguesa, do Centro de Literatura Portuguesa, do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas e, no caso da Jornada Agrippino, ainda com o apoio dos Estudos Artísticos da FLUC e do Programa de Doutoramento em Materialidades da Literatura.

Todas as aulas serão abertas e serão atribuídos certificados de presença.